IT Mídia
Notícias em destaque
RSS
Felipe Dreher Felipe Dreher
Convergência | 5 de outubro de 2011

Claro, Embratel e Net dão passo em direção a integração societária

Empresas lançaram uma oferta convergente que une telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura

Claro, Embratel e Net deram um importante passo em direção a um futuro ainda mais comum na manhã de quarta-feira (05/10) ao revelarem “planos para a integração de redes e serviços” para o lançamento de um pacote de produtos. O movimento revela uma proximidade entre os negócios em um rumo que pode significar uma futura integração acionária – coisa que o mercado sinaliza como algo bastante provável desde a incorporação da Vivo pela Telefonica.

Achava-se que anúncio viria agora, mas os executivos das empresas desviaram o foco quando questionados sobre uma eventual fusão das três organizações sob o guarda chuva da América Movil. Para eles, essa é uma parceria comercial a exemplo de outras feitas até então. Contudo, dá para fazer algumas leituras quando afirma José Antônio Félix, presidente da Net, afirma que o movimento é “apenas o primeiro de muitas outras novidades envolvendo Net, Claro e Embratel”.

Ao ser questionado sobre a integração acionária, o executivo tentou deixar claro que não previsão de conclusão de tal esforço. “Cada companhia atua dentro de seu foco de negócios independentes e complementares. Estamos unindo forças no que temos de melhor”, julga.

O passo dado hoje aponta para uma oferta de multisserviços unindo banda larga, telefonia móvel e fixa e TV por assinatura. “Serviços de convergência deixam de ser algo abstrato para virar realidade”, comenta Carlos Zenteno, presidente da Claro.

No pano de fundo, isso implica integração para uso das mesmas plataformas tecnológicas. As áreas de engenharia, por exemplo, trabalham em conjunto para isso como forma a otimizar a oferta de serviços. “Esse produto (Combo Multi) é resultado da integração da rede”, disse o presidente da Embratel, José Formoso.

O movimento integra a estratégia anunciada pela America Movil de investir 10 bilhões de dólares – valor dividido entre Net, Claro e Embratel – no mercado brasileiro até dezembro de 2012.

  • giselle

    realmente,  esta parceria vai proporcionar aos clientes uma enorme satisfação, tanto com os produtos da parceria ,como no atendimento totalmente diferenciados das demais centrais de atendimento!

  • Gil

    A união das três empresas no ponto de vista estratégico é uma boa para as empresas,  uma vez que criarão um mix de produtos e serviços considerados diferenciados. Todavia deixa a desejar em alguns pontos importantes.
    - Os serviços juntos sofrem uma certa redução em seus custos, porém como pacote estão muito caros, passando a ser direcionado apenas a um seleto grupo de consumidores.
    - Segundo consta a proposta das empresas é direcionar as vendas dos referidos produtos nos pontos de vendas da Claro, entretanto para isso deveriam selecionar e recrutar funcionários com o perfil de vendas especializado e não de atendimento receptivo como é o caso dos vendedores das lojas Claro (que vendem para clientes que já vão para loja com o intuito de comprar). O cliente que se dirige a uma loja da Claro, vai comprar um celular ou adquirir um plano de telefonia móvel e diante disto nem sempre estará receptivo a uma outra oferta  se esta oferta não for muito bem apresentada e argumentada.
    Muito recentemente trabalhei na Embratel em um projeto anterior com a Claro na venda de um combo com serviços de telefonia móvel  e a TV por assinatura da Via Embratel, e constatei que na loja onde estava atuando, dos clientes que frequentavam o local cerca de 90%  eram clientes da Net  (combo)e dos 10% restantes 7% eram  clientes de outras operadoras e apenas 3% não possuíam o serviço. Neste caso como representava apenas o serviço de TV que por sua vez não podia fazer frente comercialmente ao custo do trio da Net, minha única opção foi focar nos 10% restantes com um trabalho de abordagem e prospecção diferenciados, e assim durante o tempo que trabalhei no projeto consegui colher excelentes resultados.
    Considerando  que a loja onde trabalhei será um dos pontos de oferta dos serviços oferecidos, o que quero dizer com isto é: Como eles vão vender um mix de produtos em um pacote com um custo considerável a um contingente de clientes que na sua grande maioria já possuem pelo menos três destes serviços?
    E como poderão vender aos 10% clientes que restam,? Se conforme levantamento que fiz, estes moram em bairros que não têm cabeamento da Net e exatamente por isso eram os clientes para quem eu conseguia vender.
    - Outro erro, talvez o maior de todos foi desmerecer os funcionários de uma equipe que durante quase 8 meses do projeto Claro e Embratel foram disparados a melhor equipe do Brasil com resultados expressivos, mas que no momento do processo de transição entre as empresas não receberam o menor respeito por parte da direção da Embratel e da Net, sendo simplesmente descartados como lixo.
    “Uma empresa que não respeita e não cuida bem de seus colaboradores enxergando-os apenas como números não respeita e não valoriza seus clientes!”

Parceiros

Portais: IT Mídia | IT Web | Saúde Web

Fóruns: IT Forum | IT Forum + | IT Business Forum | Saúde Business Forum