IT Mídia
Notícias em destaque
RSS

Seis Perguntas e Respostas sobre Inovação

Por
29 de abril de 2011 13:37

Eu faço muitas palestras sobre inovação. Depois de um tempo, percebei que existem algumas perguntas básicas que são sempre feitas. Quero compartilhar algumas destas perguntas, e as respostas….

• Como se pode definir o termo inovação?

Muitos definem a inovação como alguma coisa que é melhor ou diferente. A única maneira de realmente entender a inovação é aprendendo a inovar. A inovação é, na verdade, um conceito muito mais complexo do que as pessoas geralmente imaginam. Entretanto, ela envolve tantas variáveis complexas, que a única forma de entendê-la é aprendendo, de fato, a inovar. Infelizmente, muitas empresas no Brasil têm tomado o caminho mais fácil e utilizado, por conveniência, modelos de inovação extremamente deficientes. Por exemplo, as soluções pré-formatadas da “gestão da inovação”, que, definitivamente, não ajudam a empresa a aprender a inovar.

• Quais são os sinais que um empresário deve observar para saber que é hora de investir na inovação? Ou a ação de inovar deve ser um processo contínuo?

Quando os sinais aparecem, é porque já é tarde demais. As empresas precisam inovar continuamente, uma vez que a falta de inovação é a única grande razão pela qual as empresas falham.

• A atividade de inovar está ligada a criar novos produtos ou a novas maneiras de ver o mesmo produto?

Está provado que a verdadeira inovação exige, quase sempre, novos modelos de negócio e não apenas produtos novos. Enquanto os produtos são fáceis de copiar, os modelos de negócios não são.

• Há muitas oportunidades de inovação no Brasil?

Há muitas oportunidades em qualquer parte do mundo, se você souber onde procurá-las. Em vez de ver a inovação como uma tecnologia ou um produto, é preciso entendê-la como uma necessidade não atendida. Para começar a capturar essas oportunidades, precisamos desviar o foco do nosso pensamento: em vez de ficar pensando só em produtos e tecnologias, devemos nos preocupar em entender as questões importantes e não resolvidas, que acontecem na vida das pessoas. Metodologias do tipo “jobs-to-be-done” podem ser extremamente úteis nisto.

• Em relação aos outros países, inovar no Brasil é mais fácil ou mais difícil? Por quê?

O Brasil é um país em que é muito difícil inovar. Além de fatores como um ineficiente excesso de regulamentação, histórico de cultura paternalista, domínio de muitos setores por empresas estatais, impostos absurdos e elevados níveis de intratável corrupção, os programas (como a Lei do Bem, Lei de Inovação etc) contribuem mais para sufocar a inovação do que para promovê-la.
O faz com que os setores mais favoráveis à inovação sejam dominados pelas mesmas empresas de sempre. Embora sejam urgentemente necessárias para transformar o País, ajudando a resolver os problemas de pobreza e desigualdade social, a capacitação e a motivação para a inovação são ainda muito baixas no Brasil.

• O contexto econômico em que o Brasil está inserido, de crescimento e estabilidade, é um facilitador para a inovação nas empresas? Ou a máxima de que a criatividade está ligada à necessidade é verdadeira também no campo empresarial?

O Brasil depende do mundo para o seu crescimento. Ainda é, em grande parte, um exportador de “commodities” com um grande mercado interno protegido (muitos vezes informalmente). Como o mundo não apresenta atualmente um ambiente de crescimento estável, esta estabilidade no Brasil é relativamente artificial, como pôde ser visto recentemente: quando começou a recessão mundial, o Brasil atravessou um período de instabilidade que durou mais de seis meses, mesmo não havendo instabilidade no Brasil em si.

Parceiros

Portais: IT Mídia | IT Web | Saúde Web

Fóruns: IT Forum | IT Forum + | IT Business Forum | Saúde Business Forum